Thor: Amor e Trovão – Mais uma história clássica de Thor

Confira o review sem spoilers do colaborador convidado João Camilo Torres!

Os primeiros filmes do Thor (no MCU, esqueçam “Uma noite de aventuras”) tinham um problema conceitual: queriam contar as histórias focando na natureza trágica do personagem, enquanto eliminavam os elementos mitológicos, ao definirem os asgardianos como alienígenas e não divindades. Existem formas de tratar essa premissa, mas é fato que o mito está sempre confortável próximo da tragédia, já que a intensidade trágica pode ser desenvolvida explorando a tensão entre os personagens e seus destinos.

Os filmes não funcionaram. Você não pode ser convincente em uma narrativa se não acredita em seus próprios deuses.

Então, Taika Waititi foi chamado para dar um jeito na franquia. A ideia fazia sentido: não levar a sério o Thor combina com pseudos-divindades do MCU e o estilo do único personagem popular de Asgard: Loki. Combina também com a mitologia nórdica, já que suas histórias são em torno de um deus, que ao contrário do tarado Zeus, tem muito de trapaceiro: Odin.

Mas sabe que outra forma narrativa se desenvolveu bem próximo do mito? A comédia. Sua origem tem muito a ver com a necessidade humana de contestar valores existentes. E quais eram os valores existentes na época? Os valores representados nas narrativas mitológicas.

O curioso é que a opção pela comédia acabou fazendo com que a série adotasse elementos mitológicos ao invés de abandonar: em “Thor: Amor e Trovão” encontramos deuses de outros panteões, que são divinos, agem e são tratados como tais. 

Assim, o que importa não é o desenvolvimento psicológico do personagem. Ainda que no filme anterior, exista uma certa curva de aprendizado do Thor, essa curva não é mais do que a curva dele se aceitando como um deus. Uma vez aceito, Thor é Thor. O que ele faz, pensa e representa é algo conhecido e permanece estável durante todo o filme. Isso é comum em contos folclóricos, que muitas vezes, herdaram situações das narrativas mitológicas. Todas elas, uma clássica aventura de Thor.

E o Thor de Taika Waititi é um bobão (o universo MCU parece se equilibrar em representações masculinas do arrogante de cavanhaque e do garotão bobão, vocês sabem de qual Chris estou falando). Ele se sentiria em casa acompanhado de outros personagens da galeria Waititi: Laszlo e Nandor da série “What we do in the Shadows”. E “Thor: Amor e Trovão” é isso. Uma série de gags com o personagem, aqui acompanhado pela Valkyria, Korg e contando com o retorno da Doutora Jane Foster, a Poderosa Thor. 

O enredo tem um novo vilão, mas apenas é uma simples inversão do filme anterior, mais uma vez, centrada na relação de alguém com o pai (Wanda é quase uma raridade no MCU, ao apresentar os problemas de uma mãe, o que explica ela se tornar uma antagonista. Esperamos que Kamala encontre o seu espaço por também se lembrar das mães).

Ao contrário dos filmes mais recentes e das séries de televisão (como na série do Gavião-Arqueiro), em que existe uma preocupação em passar o bastão e reverenciar Tony Stark, o filme se beneficia de não estar preocupado com legados. Não é sobre quem vai carregar o Mjonlir (Hela conseguiu, afinal de contas) no futuro. É uma aventura. Uma história, ou como diz Korg, mais uma clássica aventura de Thor. Uma bem engraçada.

Publicado por Lu d'Anunciação

Jornalista, Relações Públicas, Especialista em Gestão da Comunicação e Mestra em Estudos de Linguagens - Análise do Discurso do Cefet-MG. Gosto da natureza, de literatura, HQs, cinema, séries de TV, rpg, board games, de música boa e de nerdices em geral! Adoro preparar quitutes e receber os amigos. Insisto em ser feliz e sou altamente convivível! E amo o Leo!!! Além deste blog, tenho também o www.jeitosaudavel.wordpress.com e sou colunista de RPG e HQs do site Garotas Geeks - www.garotasgeeks.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: